domingo, abril 25, 2010

O que me resta

Até poderia declarar-me,
Confessar-me completamente,
Loucamente, estupidamente,
Apaixonada por ti.
Até poderia dizer que te amo.
Amo-te!

Mas de que adiantaria?!
Se eu para ti não existo…

Esquecer-te.
Esquecer-te é tudo o que me resta!

Sem comentários: