domingo, abril 18, 2010

Porque por vezes

Complico o descomplicado,
Recuso-me a ver o óbvio,
Sofro por antecipação…
Muitas vezes em vão…
Desprezo quem me ama,
Quero quem não me quer,
Atrai-me o feio, o choro, a dor…

Porquê?

O fácil, o óbvio,
O bonito, a felicidade,
Quem não sofre,
Quem não chora…
Nada disso me
Parece real…
Se não tiver de lutar,
Não me parece merecido

Porque uma vida sofrida
Tem muito mais sabor…

Agora…
Diz-me que estou errada
E mostra-me, ensina-me
A saborear a Felicidade!

Sem comentários: