domingo, abril 18, 2010

Regras

Não gosto!
Mas tenho…
Muitas!

Tem de ser.
São elas que me mantém sã,
Que me alimentam o corpo
Que não pode viver só de sonho…

Ah… mas um dia…
Um dia quebro-as todas,
Mando-as à merda
E entrego-me à loucura!

Sem comentários: