terça-feira, julho 27, 2010

O instinto é forte, o desejo inexistente

Sento-me.
Com carinho e cuidado
O ventre afago
E tento imaginar-te…
Não consigo!
Não te desejo!
Não está(s) em mim!
Talvez um dia
Ele venha
E te pouse…
E não te preocupes!
Se um dia vieres
Amar-te-ei e tu sim,
Tu serás o meu Príncipe!

1 comentário:

alexandrapatronilho disse...

Bonito Ana... simples, mas com rimas salteadas... Gostei!!! Beijinhos Alex