sábado, setembro 18, 2010

A praia e o mar

Desde sempre o mar
Banhara aquela praia.
Um mar verde cristalino
Numa praia de alva areia fina.
Todos os dias, cedo pela manhã,
O mar acariciava a praia
Para a acordar.
Todas as noites lhe dava
Um doce beijo
Para a adormecer.
Por vezes o mar sentia
Que a praia estava triste e só
E transformava-se em grandes ondas
E com força vinha até à praia
Para lhe dar alento.
Mas um dia o mar deixou
De banhar aquela praia.
Deixou de a acariciar.
Deixou de a beijar.
Deixou de lhe dar alento.
Um dia a praia desapareceu.

Sem comentários: