sexta-feira, outubro 08, 2010

... admiro...

... francamente as pessoas que têm a capacidade de dar a volta à situação, reverter o processo e no fim da conversa, afinal, quem fez merda foste tu!... quer dizer, não! Não admiro nada! Mesmo!... Acho que no fundo são profundamente desonestas e completamente cobardes (principalmente consigo próprias!). Porque não têm "tomates" de dizer o que sentem, manipulam o outro e a situação de forma a sairem bem na fita... não percebo, não percebo, não percebo!!! Chamem-me burra e retomando o post anterior, mais valia ser e assim não me estava para aqui a consumir, chamem o que quiserem, mas não percebo!... Não é mais fácil dizer aquilo que pensam? Dizer que: não gostam da situação, os incomoda,  os faz sentir mal, os magoa, ofende, torna inseguros, faz sentir menos queridos e sei lá mais o quê? Pois. Parece que não. E a desculpa é: tenho receio de o magoar... ora porra! Eu prefiro que me magoem, a me sentir enganada!... Agora, se me disserem: tenho receio do que possa vir a perder... Aí, sim. Percebo. Compreendo. Identifico-me. Já o fiz. Também já não tive "tomates"! Fui cobarde! É uma merda! Arrependo-me! Mea culpa, mea culpa, mea culpa!... Afinal de contas, qual é a tua desculpa? O receio de me magoar? Ou o receio de me perder?...

Sem comentários: