domingo, outubro 17, 2010

Sem título

Caprichos do corpo.
Esquecimentos da mente.
Vinganças do coração.
Não dás importância.
Não têm importância.
São nada. Tal como tu.
... És Nada...
Troféus que expões,
Mas não lembras.
Não recordas.
Não têm lugar em ti.
Subterfúgios de uma realidade
Que teimas em não ver.
Da mentira que teimas em contar.
Alimento da tua incoerência.
Mantêm-te à tona. Na dormência.
Impedem a tua entrega.
A Decisão. O Fim.

Sem comentários: