terça-feira, janeiro 25, 2011

... deitada na cama...

... a tentar desligar de mais um dia, ouço o cd que me deste no natal (adorei! Já te disse?!), o teu pijama está debaixo da outra almofada, mas hoje não será vestido. Hoje não vens… ouço a música e penso em ti, no teu sorriso, nos mil e um disparates que dizes para me provocar (adoras ver-me irritada!!!), para logo depois apaziguares a minha fúria com um mar de beijos e um sem fim de gracejos… Guapa… levanto-me em busca de algo para ler (estou farta daquele livro interminável) e pego na revista que cá deixaste, vejo os folhetos do teatro trazidos do fim-de-semana e… estás por toda a casa, uma revista aqui, uma t-shirt ali, um pijama na minha cama, uma escova de dentes ao lado da minha e… aquela necessidade inexplicável de estar só, de não querer ninguém na minha casa, na minha vida, de não me querer dar, dá lugar a… um Quero-te Muito. Sinto a tua falta. Gostava muito que aqui estivesses. Agora…

1 comentário:

Anónimo disse...

joder que parvo estoy...
estou cheio de vontade tua!
te quiero
beso zangada guapa