quinta-feira, fevereiro 24, 2011

Sem título

Cansada, exausta.
Sem ar, força.
Perspectiva, solução.

Engulo o choro.
Ele engole-me.

Penso em ti.
Em como gostaria de poder
Parar o Tempo:

Quando te olho, na cama.
A forma perfeita
Em como, no teu braço te aninhas
E fechas os olhos, para que
Em paz, te possa olhar.
A forma perfeita do teu sorriso,
Das covinhas das tuas magras bochechas,
Enquanto me contas o teu dia.
Encostado na ombreira da porta
E me olhas, nua, a secar o cabelo.


(chego sempre primeiro.
Quero que um dia chegues tu primeiro.
Quero abrir a porta e ter-te à minha espera...)

...

O único vislumbre de Felicidade, Mi Amor,
É a forma perfeita dos teus lábios...

1 comentário:

Anónimo disse...

joper!!!!! breathtaking!!!!!!!!!!!!!!
que não me lembrava deste, que bonito!!

joper!!! joper!!!