quinta-feira, abril 14, 2011

... uma Carta de Amor...

... nunca me tinham escrito uma Carta de Amor... não tinha juras, nem promessas. Não idealizava um Amor Eterno como todas as outras. Mas foi escrita com Amor, sim. Foi escrita num momento de... eu quero-te! Eu adoro-te e quero-te! Quero que sejas Minha, só Minha. Minha Mulher... foi escrita num Presente, num Momento, numa Emoção. Foi escrita para Mim, por Ti, com todo o teu Coração... sim, eu sei.... não consigo reagir mais que isto. Mais que uns olhos cheios de água, mergulhados na emoção de te imaginar a escrevê-la (devias estar quase a rebentar. Sem saber por onde começar. És dos que fala. Não dos que escreve. Como eu...). Não te consigo dizer mais do que: sim, eu sei que tudo o que escreveste é verdade. Eu sinto... fiquei sem palavras. Eu! Sem palavras!...

3 comentários:

Anónimo disse...

Eu quero-te...

Ana Vermelho disse...

oh, em português! :)))
soa mais forte, sabes?!...
eu tb te Quero! Muito!!!

Anónimo disse...

Em português é forte! em español também!
em Brunês então...
besos mi amor