quarta-feira, junho 08, 2011

... esmifrada...

... durante, quase, uma hora... e foi tão bom! Saí de lá com a boca seca, os maxilares a doer - há muito que não falava tanto, ou tão pouco. Custa-me falar de mim. Assusta-me não corresponder às expectativas que possa criar e, no fundo, sei que acabo sempre por ultrapassá-las. Supero-me. Superar-me. É o que tento sempre. Dar mais. Dar para além do meu melhor - e cheia de energia. O tipo era boa onda...

Sem comentários: