domingo, julho 03, 2011

Sem título

A seu lado é de novo
Criança, Miúda.
Brinca, ri-se. É travessa.
A travessa adolescente,
Curiosa. Curiosa de corpo.
De saber. Sedenta de prazer.
Prazer de Mulher.
Mulher que tem saudades
Do corpo do seu amado. Aqui. Agora.
A seu lado, por cima, dentro.
Com a face mais máscula
Alguma vez vislumbrada.
A penetrá-la. A penetrar o seu Corpo,
A sua Alma, o seu Mundo. O seu Todo.
Numa tentativa infinita de prazer.
De dar prazer. Sempre diferente.
Buscando, sempre, A União.
....
Pede ao Mundo
Para nunca dela o tirar.

Sem comentários: