quarta-feira, setembro 28, 2011

... AMI...

... de vez em quando dou uma boa volta ao meu roupeiro e às coisas de casa (toalhas, lençóis, acessórios) e entrego na AMI da Torre, em Cascais. Ontem fui lá entregar umas roupas e sapatos que já não uso. Fui no horário de sempre, por volta do meio dia, para garantir a entrega. A diferença é que desta vez não estava o número normal de pessoas que se começa a juntar por ali para o almoço (AMI serve refeições no local para os mais necessitados). Estavam dezenas de pessoas na fila para recolher sacos com alimentos, dados pela AMI. E não pensem que eram só daquelas pessoas extremamente pobres. Não. Havia de um tudo. De tal modo que eu nem percebi se estavam a deixar, ou a levantar... e logo ali ao lado, na estrada do Guincho, Ferraris a passar. Irónico, não é?... a crise, a Crise. Ela anda ai, mas não é para todos. Os pobres ficam mais pobres. Sem lar, sem tecto, sem comida. Os ricos. Os ricos só ficam menos ricos e deixam de poder ter a casa de campo, de praia... confesso que fiquei impressionada! Apesar de, também, ter sido atingida pela crise e estar desempregada há cinco meses, tenho uma Família com quem contar e nada me falta. Mesmo. Nem dinheiro, nem comida, nem carinho, nem compreensão. Apoio total e incondicional... obrigada...

Sem comentários: