sexta-feira, fevereiro 10, 2012

... aos trinta...

... fugi para frio, refugiar-me no colo quente de quem melhor me conhece. Aos trinta e um, foi tempo de festa e euforia. Aos trinta e dois, apetece-me calma. Portanto amanhã, gostaria de entrar neste novo ano com um dia o mais calmo possível. Sem festa. Só calma. Calminha...

Sem comentários: