quarta-feira, março 07, 2012

Adiar

A adiar o banho.
A adiar o pijama.
A adiar o deitar.

Odeio me deitar sem ti.

Amo o teu entrar mansinho na cama
Com receio de me acordar.
O teu corpo frio em busca de calor.
A tua respiração quente no meu pescoço.
O teu suspiro de alívio por não me teres acordado.
Por, finalmente, estares em casa, na cama, comigo.

Acordo sempre.
Nunca te digo...

Sem comentários: