terça-feira, junho 10, 2014

... e quando o perónio...

... teima em não ficar no sítio devido e nos obriga a ficar de repouso em casa  (o que é óptimo, mas preferível quando é por opção!), viajamos na memória recente dos dois últimos fins-de-semanas onde passeámos de mão dada ao sol...
... Embaixada...
 ... estacionámos no Príncipe Real e conhecemos a Entre Tanto e a Embaixada. Adorámos o facto de a Embaixada ter deixado a arquitectura original e a maior parte estar por restaurar. Depois descemos até ao Chiado e lanchámos na Padaria Portuguesa, que deixou a desejar pelo atendimento bastante antipático e o espaço desarrumado, mas queriamos algo rápido e em conta...
... cara de "não está mau, mas vamos embora!"... 
 ... Compensou o gelado de pistáchio, framboesa e manga da Amorino que estava to die for!!!...
... e acabámos o passeio com este regalito de Mi Amor, o colar, comprado num artista de rua. Isto foi no primeiro Domingo de Junho, este Sábado fomos matar as prévias saudades de Mi Amor por Cascais antes da sua partida de quase um mês para a Argélia. Depois do Mercado de Cascais e dos legumes, fruta fresca e mil e uma sementes, fomos ao Bistrô na Guia deliciar-nos com uns crepes e um refresco de limão e gengibre! ...
... crepe Farol de Sagres (cavala em conserva, cebola confitada, pimentos morrones, tomate cherry, azeitonas e vinagre bâlsamico)...
... crepe Farol de Santa Marta (lombo de salmão, rúcula, alcaparras e maionese de gengibre)...
... comemos um gelado no Fabio, subimos a Rua Direita com paragem obrigatória na Galileu (a melhor livraria com livros em segunda mão e adoro adoro, mas simplesmente adoro o cheiro que tem este pequeno lugar) e este Murakami teve de vir para casa comigo...
... e por incrível que pareça consegui escolher uma mala e um colar quase há primeira na Misako sem ter de correr não sei quantas lojas! Quase não compro acessórios sem ser na Bimba y Lola pelos quais sou completamente apaixonada e tem sempre de ser Mi Amor a convencer-me a trazer, mas desta vez já foram dois em duas semanas. Portanto: longe das lojas durante os próximos dois meses, ou mais, Dona Ana! Quanto às malas não há perigo. Sou daquelas raras excepções e não tenho várias malas. Tenho uma para o dia-a-dia e quando compro gasto-a até ao fim, o que tendo em conta que compro em lojas mais que acessíveis dá uma por ano. E depois tenho uma outra outra que só uso de vez em quando...
... dá para usar de quatro maneiras diferentes...
... acabámos a tarde com um encontro rápido de família para dar muitos beijinhos de boa viagem e ver os olhinhos do nosso pequeno Pitufo já cheio de saudades do tio e ver um filme que há muito Mi Amor ansiava ver...
... memórias boas e cheias de sol para um mês e vários kilómetros de distância. Te quiero Pi!...

Sem comentários: