sábado, dezembro 06, 2014

... a contrariar estatísticas com boyhood...

... dizem as estatísticas que deixamos de ir ao cinema aos vinte e cinco anos. Aos vinte e cinco! E depois quê? Ficamos agarrados ao computador e à televisão? Mas isso é que é coisa de miúdos, não? Enfim, cá por casa com trinta e um e trinta e quatro anos, só não passamos a vida enfiados numa sala de cinema, porque o orçamento não permite e sempre que Mi Amor está cá fazemos questão de ir ao cinema. Sempre. O que dá mais coisa menos coisa uma vez por mês - tirando na silly season, que é silly até nos filmes. Quando ele não está aproveito para me enfiar numa sala de cinema a meio da tarde e ver aquele fime que a ele não seduz. Vamos ao Cascaishopping, ao Oeiras Parque e ao Amoreiras (que é o meu preferido, porque tem uma sala com grandes cadeirões e filmes franceses. Yeah!), por esta ordem de peferência. Isto, porque mais uma vez temos em conta o orçamento. A Lusomundo dá desconto com o cartão da NOS e só pagamos um bilhete. Quando vou sozinha, tenho desconto com o cartão da FNAC, ou da CGD. Perto de casa poupamos também na gasolina, portagens e parquímetro (no Amoreiras o parque paga-se até às 19h). Desta fomos ao Oeiras Parque ver o Boyhood de Richard Linklater. Lindo lindo lindo...
... mas isso é um outro post...

Sem comentários: