terça-feira, maio 10, 2016

... morri no dia que nasci...

... eu e aparentemente todos os outros. Ao que parece começamos a morrer no dia que nascemos. Estranho não é? O nascimento, a celebração da vida é nada mais do que o início da nossa morte. Há aqueles que rapidamente se esquecem deste facto, ou que nunca sequer tomaram consciência dele e levam uma vida cheia disso mesmo de Vida, até que um dia a morte os surpreende. Depois há os os outros, a quem a morte os acompanha, sobrevivendo em vez de vivendo, lutando lutando lutando, a morte a rir-se, porque a morte sabe que estes nunca viverão. Estão destinados apenas a sobreviver. Apenas a vislumbrar a luz ao fundo do túnel. E quando estão quase quase a apanhar a luz, vem a vida e puff. O lugar deles não é com a vida, é com a morte. Morri no dia que nasci. E hoje morri um pouco mais...

Sem comentários: